quarta-feira, 10 de maio de 2017

STJ decide nesta quarta onde ações contra a nomeação de Lula como ministro serão julgadas


Não é só o depoimento de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao juiz Sérgio Moro que afeta a vida do petista nesta quarta-feira (10). Hoje, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) vai decidir em qual Estado serão julgadas as ações populares que foram apresentadas contra a nomeação de Lula como ministro da Casa Civil, no ano passado. Segundo informações da coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S. Paulo, o último cálculo da Advocacia Geral da União (AGU) apontava o registro de pelo menos 112 ações espalhadas por todo o país. Para o Ministério Público Federal (MPF), a competência é da 22ª Vara Federal do Distrito Federal por ter recebido a primeira delas, em março de 2016. O caso chegou a virar piada diante de tantas liminares que retiravam e permitiam o título concedido pela então presidente Dilma Rousseff (PT). Para oposicionistas de Lula, a medida foi uma manobra para garantir foro privilegiado a ele depois que Moro retirou o sigilo de suas interceptações telefônicas.

Reprodução / Pragmatismo Político


Nenhum comentário:

Postar um comentário